Sites

Os sites da Internet, em geral, são utilizados como ponto de contato entre a empresa ou instituição e seus clientes e/ou fornecedores. No caso de instituições comerciais, usam-se sites também para comércio eletrônico, recrutamento de funcionários etc. Instituições sem fins lucrativos também usam seus sites para divulgarem seus trabalhos, informarem a respeito de eventos etc. Há também o caso dos sites mantidos por profissionais liberais, para publicarem seus trabalhos.

O site é um dos instrumentos de publicidade mais eficientes que existem. Servem de apoio a campanhas de publicidade de outros meios de comunicação como o rádio, televisão, jornal, placas, folhetos, etc., podem constituir um empreendimento completo ou parcial prestando serviços, vendendo produtos ou simplesmente informando com custos reduzidos em relação ao negócio “não virtual”.

É importante observar que os sites precisam estar referenciados em buscadores globais ou guia de busca local para que obtenham os acessos desejados. Sem eles, dificilmente um site seria acessado por novos usuários ou clientes. Para relacionar um site em um buscador, o site precisa ter vários outros sites apontando para ele, a quantidade de ligações (links) apontando para um site e a importância dos sites que apontam para ele definem em que posição ele ficará no buscador. Portanto, na hora da elaboração do site este aspecto não pode ficar em segundo plano.

 

Mídias Sociais

Novas ferramentas de mídia social vêm surgindo e se estabelecendo, passando por evoluções naturais – vide os blogs, que nasceram apenas como diários virtuais e tiveram sua natureza diversificada com o tempo, a ponto de se tornarem, entre outras coisas, instrumentos de geração de negócios, por exemplo.

Isto significa uma grande mudança na estrutura de poder social, pois a possibilidade de gerar conteúdos e influenciar pessoas e decisões, deixa de ser exclusividade dos grandes grupos, para se tornar comum a qualquer pessoa. Além disso, a redução do custo de publicação a quase zero possibilita a produção de conteúdos muito específicos também para pequenos públicos – que antes não justificavam o investimento.

Liberdade de comunicação interativa, combinada à facilidade de uso das ferramentas para fazê-lo e a uma arquitetura participativa em redes, forma a base da receita para que as plataformas de mídias sociais possam ser classificadas como uma das mais influentes formas de mídia até hoje criada.

Na versão interativa da web, é possível fazer muito mais com muito menos e isso é muito poderoso. O fortalecimento da marca nas mídias sociais aumentando a presença online nas principais redes sociais tais como: Facebook, Twitter, Linkedin, Youtube etc. fortalece o relacionamento com clientes e fideliza o mercado que já é familiarizado com o produto ou serviço oferecido.

 

SEO

O significado do termo SEO é Search Engine Optimization. Em português é conhecido como otimização de sites ou otimização para buscas. O SEO nada mais é do que a otimização das páginas do site para ser melhor compreendido pelas ferramentas de busca. A consequência da utilização das técnicas de SEO é o melhor posicionamento de um site em uma página de resultados de uma busca.

O SEO surgiu com a nova geração dos sites de busca. Antes dela, a organização dos links em uma página de resultado era alfabética como nos diretórios web. Hoje em dia o posicionamento passou a depender da relevância. Esta relevância é definida por algoritmos, que são cálculos que servem para definir o quanto uma página é importante.

Os fatores que influenciam o posicionamento das páginas são guardado a sete chaves pelos site de busca. Porém, ao longo do tempo, foi possível identificar as melhores práticas que se resumem em empregar o bom senso na criação e estruturação de um site e é fato que estar bem posicionado quando alguém faz uma busca faz toda a diferença para geração de novos negócios.